quinta-feira, 14 de maio de 2009

DE VOLTA !

Olá Pessoal,

Após 1 ano, é verdade, até mais de um ano. Decidi voltar a escrever e a relatar as minhas pescarias e outros demais momentos aqui nos "Anzóis Ferrados ".

Quero então, anunciar que o Blog se encontra novamente activo.

Até já e boas Ferragens !

Um Abraço do vosso Amigo, Filipe G.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Pargos - um Peixe diferente..


Boas Amigos Pescadores :)

O Meu Pai é 1 grande pescador como já mencionei várias vezes e tirou há uns tempos um excelente Pargo de 7 Kilos e pouco. Passado umas semanas tirei eu um de 6,5Kg. Guardámos o Esqueleto e resolvemos por mãos à obra para fazer uma moldura com legenda das respectivas capturas.

Ainda está em fase de projecto mas adianto já a primeira Foto

Um abraço amigos

sexta-feira, 21 de março de 2008

Ganhei coragem e fui fazer spinning. Andei.. Andei.. ( de carro 8) ) à procura de um sitio que no meu entender fizesse feição.. Encontrei um pesqueiro onde já tinha pescado há uns aninhos.. estava perfeito. A ondulação intercalada, as águas meio Lusas / oxigenadas, uma coroa de areia a uns 60 metros, fundo misto.

Estive a fazer uns quantos lançamentos com uma amostra da Yo Zuri de superficie. Nada.. Nada.. Nada..

Mudei de amostra e recuei no pesqueiro para uma parte mais funda e espaçosa, onde usei uma amostra LDS da Hiro que afunda até 2 metros..

Nada.

Continuei insisti mais um bocadinho, mas nada. Ao meu lado tiraram um robalo com perto de 3 kilos talvez.. com uma amostra quase igual a minha.. fiquei a bater mal.. mas pronto já estava cansado e fui me embora

Estive cerca de 2 horas.. apenas.. ainda estou em fase de recupeeração hiih

Material Utilizado:

Cana Magister da Hiro acção 20 - 90 gr
Carreto Twinpower 4000
Multifilar 0,20mm com baixada de fluorcarbon 0.33mm

quarta-feira, 5 de março de 2008

video

Aqui está o video, no fim o Tretas cai em cima de mim que nem uma pedra! e eu morro sufocado! ehheeh

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Sábado - Passeio pelo Raso e Cascais



Fui dar 1 volta mais o meu pai pelo cabo raso e cascais. Ia com o intuito de ver alguns possíveis pesqueiros quando o mar estivesse grande.
Começei por ir aos viveiros abandonados do cabo raso e fiquei estupefacto com o que mesmo à beira mar. Vejo centenas de sapateiras mortas a darem a costa. Liguei a um Mestre amigo, e perguntei se tal seria possível. Ele disse me que cá não existe esta espécie. E que põe em hipótese ter sido uma descarga de algum viveiro por estas já não se encontrarem em condições.

Prossegui caminho rumo a cascais, com a intenção de ir treinar a pesca à bóia no que toca à captura. Recentemente tenho me iniciado na pesca à bóia, mas o vício de ter o Drag fechado ( tal como pesco no barco ) fez com que por diversas vezes tenha perdido bons exemplares. Como foi o caso de 1 robalo na foz do arelho com o meu amigo Sérgio ( sargollini ), o bicho rondava os 4 kilos. Estupidamente fechei o drag e o empate acabou por queimar e por sua vez partir.

Foi então que decidi ir às taínhas em cascais ( tal como o meu padrinho de pesca à bóia me mandou para trabalho de casa! ).

Foi 1 Tarde engraçada sempre a tirar tainhas e salemas! Era Catch & release! Cheguei ao fim do dia cansado porque realmente era so tirar e tirar. Sempre a iscar com sardinha ( lombinhos ) e a engodar.

Fica o filme de uma..


video

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Dia 20 de Janeiro - Saída de barco



Já não era sem tempo que escrevia aqui um relato!

Pois é.. dia 20 as 7 da manhã começei a navegar partindo da Marina de oeiras em direcção a Sul ( Meco..Cabo espichel..Lagoa.. ) . Logo no inicio deparamo nos com vagas de 3.. 4 metros perto do bugio.. mas fez se bem. Chegados ao local pretendido.. começamos a sondar.. encontramos uma bola de peixe brutal e qual não era o espanto da comedia ser tão activa! Apenas havia o "se" de estarmos a 30 e poucos metros de profundidade.. Lançei as minhas pescas e única coisa que vinha mesmo aos meus anzois 7/0 era ganoupas mais ganoupas.. Tive uns bons puxões mas desferrou.. suspeitei de safio. Decidimos mudar de pesqueiro e ir um pouco a norte.. Meco! Deitámos ferro, e era só "peixões" estava minado! eu como estava com pescas grossas fiquei a ver.. mas de repente.. sinto um bom puxão e começo a trabalhar o peixe.. era um bom peixe! Nem 20 segundos passaram também se desferrou! E a seguir outro igual! Podiam ser as douradas que por ali têm andado.. Após isto nunca mais.. nenhum toque.. nem peixe pequeno.. Mudamos mais uma vez de pesqueiro.. nao havia peixe.. a sonda estava branca.. vimos uma "bolinha de peixe no fundo com 1 pouquinho de comedia ao de cima.. ancorámos.. e tirámos uns besugos e umas grandes fanecas.. eu fiquei a ver ( pescas grossas ).. resumindo.. tirei 1 safio o dia todo..

A tarde.. de volta para terra.. os vagalhoes tinham crescido! e como era maré baixa, quase que rebentavam perto de nós! Sempre com calma! Chegámos bem à marina de oeiras!

Nao houve peixe, valeu pela experiencia que se vai adquirindo!

Um abraço..

Filipe Gomes

domingo, 6 de janeiro de 2008

Primeira Pesca de 2008


Eram 5.40h da manha, sai eu de casa para ir ter a Lourel com os meus amigos Samuel e Sérgio ( o meu padrinho ). Fomos beber um cafezinho, e ala que se faz tarde! Um nevoeiro cerrado, um friozinho de rachar mas muita tralha para levar! Mochilhas e canas as costas! Saco com sardinha na mao, e vamos descer para aquecer!

Após termos chegado ao pesqueiro ( sempre com atenção a tudo ) montámos as canas, e vimos que o sitio que pretendiamos ir com a maré vazia, seria impossível voltarmos de novo ao fim do dia porque a maré ainda seria grande, e não queriamos sair de noite. Ficámos num sitio "improvisado".
O Sérgio ainda se safou com 2 bons Sargos e nós ficámos a ve los passar...

Por fim capturei um exemplar aí com uns 3 kilos.. Sim era uma gaivota... =D
video

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

O Mar



O QUE É O MAR?


Tu perguntas, e eu não sei
eu também não sei o que é o mar
(Sophia Mello Breyner Adresen)


Serenidade
leve brisa discreta
traz no regaço o perfume das esmeraldas diluidas
brilhando na placidez do vento.
Crepes tremulam em suspiros leves de espuma
e perdidos entre cetins luminosos
vêm os teus lábios, pétalas rosadas,
sôfregos para me beijar.

domingo, 30 de dezembro de 2007

À Pesca com Luis Batalha e André João!



É verdade, o meu amigo Luis Batalha convidou me para irmos fazer uma boiazinha na zona de Sintra! E lá fomos nós! Chegámos! Mochila às costas e toca a descer! Após a aventura de lá chegar abaixo, chega a altura de montar as canas e fazer o engodo! Logo de inicio eu e o Luis perdemos cada um, um robalo. Andavam por ali os cachaços.. a partir daí era só salemas! As malandras não desamparavam a loja! O Luis tira 1 Sargo e mais tarde o André Outro! Continuaram as Salemas, e fomos embora! COmeçámos a subida, sempre com cuidado correu tudo bem! É de salientar que o Luis, quer sempre garantir a segurança de quem vai com ele, por diversas vezes me ofereceu ajuda! Chegámos cá a cima, com pouco peixe, mas com mais 1 ida à pesca em cima! Amanhã há mais!

eheh

Um abraço ;)

Steel Power - As minhas princesas


Olá mais uma vez Caros amigos,

Nunca fui 1 tipo de marcas, nem de ser adepto de uma e só uma marca, sou antes adepto daquilo que é bom!

Há uns tempos sairam as Steel Power da Nbs, e eu para experimentar levei comigo a de barco de ponteiras! Desde então em certas condições só uso esta mesma! Quando a utilizo ? Esta Steel Power, é uma cana muito potente, aguenta com peixe muito graúdo. Tem uma certa percentagem em termos parabólicos que possibilita um amortecimento às cabeçadas do exemplar. Utilizo a em condições certas, quase sempre quando se faz sentir corrente! Isto porque ? O Facto de ser parabólica, e não haver corrente, fazia com que o peixe ferra-se e facil e rapidamente se escondesse devido à pequena parabolicidade da cana! Parecendo que não, da cana esticada, a cana vergada Vai 1 metro e pouco de linha... Portanto para mares parados, prefiro canas mais rijinhas, como é o caso de uma outra Steel Power de duas partes! Já pesquei 2 vezes com ela mas ainda não a adquiri! Mas penso fazê lo brevemente. . Com Mares com corrente, pesco sempre com a minha princesa, é uma cana espetacular, dá me uma confiança enorme. É uma cana que recomendo vivamente, tem um carbono de alta qualidade e passadores fuji. Algumas capturas com a mesma foram por exemplo, os Pargos ao lado fotografados! Recomendo!

Já a Steel Power de 6 m com capacidade até 2 Kilos, de bóia que tenho é espetacular. Recentemente perdi um Robalo na ordem dos 4 kilos perto da foz do arelho! A cana portou se 5 estrelas! o que me fez perder o Robalo, foi ter puxado demasiado por ele! Ainda sou maçarico na pesca à bóia, mas tenho aprendido algumas coisas com o meu " Padrinho", Sérgio!

Recomendo esta gama! Para mim está espetacular, e nota se qualidade. Eu estou servido!


Um abraço e um Bom ano a todos os cybernautas pescadores! =)

Navegando mais 1 dia...


Olá pessoal dos mares...

Mais 1 dia... mais 1 aventura... mais vagas para navegar... O mar era de "senhoras", o vento era nulo, esperava se 1 bom dia em termos de conforto , mas com muito poucas esperanças de peixe. O Tempo era Nordeste, as águas eram lusas, pouca corrente... já via o caso mal parado. . Chegámos ao primeiro pesqueiro, encontramos 1 bom cardume de comedia decidimos ancorar.

Passa meia hora só com abróteas e eram poucas! Olhei o horizonte, vi a direcção da vaga, e de repente a uns 200 metros de mim, vejo um enorme aparelho que mal se via! Disse, ok.. já percebi porque pouco peixe..., levantamos ferro e sondámos noutro pesqueiro a 4 milhas de distancia. Nesse mesmo pesqueiro, começámos a tirar safios e grandes... mas já fartava.

Estava com uma montagem que por vezes uso. Com 2 anzois, com iscas grandes de modo a fazer pesqueiro mais rapidamente. Levo 1 toque bom, e penso ser safio... passado uns segundos a minha cana vai para debaixo do barco e sou forçado a abrir um pouco o drag, este não parava! Levou me em poucos segundos uns 40 metros de fio ou mais! Não parava eram so cabeçadas enormes... eu encho me fé e de confiança , o Mestre diz a todos para levantarem as pescas para cima, era só eu e o peixe. O Mestre apelava a minha calma, disse para eu nao parar nao dar folga, eu até olhei ao céu a dizer: " Meu Deus deixe me acabar bem o ano!", mas o mais provável aconteceu.. Partiu me o estralho a meio, um 0,60... Curioso e que no anzol de baixo trazia a mesma 1 safio de 4 kilos... O Mestre suspeitou de um pargo grande a rondar os 6...7 kilos ou então ( o que ele pensou ser mais ) um cherne.. Esta especia habita muita naquele pesqueiro... Fiquei frustrado, mas nao baixei a cabeça continuei, mas sem resultados. Fizemos mais 2 pesqueiros mas sempre com pouco peixe. Foi Geral, quase ninguem apanhou nada, só se safou quem foi aos gorazes.. e mesmo assim...

Fica aqui o relato.. e a minha tristeza patente...

Um abraço a todos os pescadores e amigos do mar, o apelo de que nunca deixem de sonhar! Tal como eu nunca deixo!

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

A Corvina que meteu medo...


Em 2006, decidi fazer uma pesca num barco de um amigo meu, ali em frente ao cabo espichel. Começámos a sondar e encontramos um pesqueiro porreiro! O Barco começou a tirar alguns parguetes, safias boas, besugos, carapaus...Enfim estava a correr bem. . Mas eu notava algo de errado! O Peixe comia "com medo", será ? E Passado um bocado, o peixe desaparece! Disse eu: " Entrou aqui um Batolas!". Decidi montar o meu material de Jigging. Zagaia para baixo e nem 10 segundos passaram! Fisguei o que tinha suposto estar lá em baixo! Após um luta exaustiva, após inúmeros afundamentos, trouxe para cima, eram 9 da manhã salvo erro... até me assustei... Corvina de 15 kilos. Fiquei todo partido, pois estava a pescar fundo, embora a tenha ferrado a meia àgua, ela levou linha de uma maneira impressionante, e a luta tornou se ainda mais excitante! Passado uns 5 minutos, voltou a dar peixe como dava de antes! Obrigado ao Mestre que me ensinou estas situações ;)

Pescaria em Junho


Pescaria feita em Junho de 2007. O Maior Safio tinha 10 Kilos e custou a vir para cima. a 100m de profundidade... Tudo com sardinha. 7 Pargos, 5 Safios e 2 abróteas.

Partimos às 6h da manha o tempo estava perfeito, Calor, Céu limpo, não se sentia vento, apenas uma brisa, agradável... o Peixe pereceu..

Um bom dia! Um abraço a todos

Golfinhos na Proa

Este Clip foi gravado no Mesmo dia da pescaria dos Pargos em Agosto, fomos completamente cercados por Golfinhos
video

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Pesca em Agosto - Mês do Pargo



Pois é.. No Princípio de Agosto, combinei uma pesca com 1 amigo meu de barco. Começámos a navegar, por volta das 6h da manhã. Eram previstos Ventos na ordem dos 30Km e Vagas de 3 a 4 metros com período longo, mas mesmo assim arriscámos ver. Passámos o Cabo Raso, com 1 mar " de senhoras". Chegámos ao pesqueiro e fez se sentir um pouco de vento, tempo muito nublado e muito nevoeiro, o vento diminui, mas o nevoeiro pairava, e por incrível que pareça o vento não o levava. O Mestre, decidiu ir um pouco mais a Norte, e demos com uma laje espetacular na Sonda, Cheia de comedia e peixe grande assinalado... Escolhemos um "Tapete" ao lado dessa laje para pescar. Começamos a pescar, Eu, Senhor António e o Zé Manel. Eles tiram uns Sargos e uns Besugos, e eu levo um toquezito bom.. Começo a Puxar era um Parguete aí com 1 Kilo.. Como eu tenho o hábito de deitar Pargos à àgua com menos de Kilo e meio, aquele não foi excepção. Continuo... sempre com sardinha, e Finalmente vem um toque a Sério... "Chalavar!" Após uma luta, sai o primeiro Pargo Bom, 4,5 Kilos.. Dizia Eu..." Será que vai correr bem?" Resumindo, seguiram se mais 5 Pargos. O Maior pesava quase 6 Kilos. Foi um Dia 5 * Correu muito bem e a companhia foi excelente. Ficam aqui as Fotos